Primeira audiência no processo envolvendo 11 denunciados pelo MPF será realizada nesta segunda

Concórdia – Será realizada nesta segunda-feira (09) a primeira audiência com testemunhas do processo envolvendo 11 pessoas denunciadas pelo Ministério Público Federal pelos crimes de contrabando e associação criminosa. A audiência será realizada na Justiça Federal em Concórdia.

Segundo as informações do advogado que defende um dos denunciados, a audiência não terá a presença dos réus. “É a primeira audiência. Ainda não serão ouvidos os réus”, explica. A denúncia do MPF ocorreu após operação do GAECO que culminou na prisão de um grupo que contrabandeava cigarros do Paraguai e abastecia toda a região Sul do Brasil.

De acordo com a Procuradoria do Ministério Público Federal em Concórdia, estão presas preventivamente seis pessoas, sendo um deles policial militar que atuava em Zortéa e que teria envolvimento com o grupo. O Ministério Público Federal também solicitou o sequestro dos bens de alguns dos investigados e ofereceu denúncias, uma para cada associação criminosa, já que duas foram desarticuladas. Um dos grupos atuava diretamente na região, nas cidades de Peritiba e Capinzal, Marcelino Ramos e Viadutos no Rio Grande do Sul e outra na região de Francisco Beltrão no Paraná.

A ação foi desencadeada no dia 15 de dezembro de 2017 quando foram cumpridos nove mandados de prisão temporária, um de prisão preventiva e 26 mandados de busca e apreensão. A operação na região resultou na apreensão de três veículos, 158 cheques, 10 armas, e 25 mil carteiras de cigarro de contrabando.

Já em Marcelino Ramos e Viadutos a ação resultou na apreensão de quase 7 mil carteiras de cigarro, 78 cheques totalizando R$ 160 mil e R$ 65 mil em espécie. Todo o material apreendido foi anexado ao processo que tramita na Justiça Federal de Concórdia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.